clicRBS

Buscar
Joinville Segunda-feira, 09 de julho de 2007 Santa Catarina - Brasil

Geral - A Notícia Raquel Schiavini
(47) 3431-9111
raquel.schiavini@an.com.br

Greve dos controladores

Aeronáutica anuncia processo contra seis

Líderes da rebelião poderão ser condenados a oito anos

Brasília

O Comando Geral da Aeronáutica concluiu que seis controladores aéreos, que no dia 30 de março convocaram uma greve geral, violaram o código militar e devem ser processados. Os seis controladores foram os líderes de uma greve que começou no centro de controle de vôo do aeroporto de Brasília e se estendeu depois por todo o país, durante cerca de 12 horas. Segundo o Comando Geral da Aeronáutica, quem convocou a paralisação cometeu o delito de rebelião e deverá ser processado pelos tribunais militares. Em caso de serem encontrados os culpados, o Código Militar prevê uma pena de até oito anos de prisão.
A greve paralisou totalmente as operações durante a noite de 30 de março, criando um caos que se prolongou durante dias em todos os aeroportos do país. Os controladores subordinados à Aeronáutica exigiam a desmilitarização do setor, aumentos salariais, menos carga de trabalho de acordo com as normas internacionais e melhoras nos equipamentos de segurança e radares nas torres de controle.
A greve foi encerrada depois de 12 horas e após uma negociação dos líderes do movimento com representantes do Governo, que se comprometeram a estudar os pedidos, não respondidos até hoje. Desde então, os controladores realizaram protestos através de operações-padrão, atrasando decolagens e aterrissagens e acentuando a crise vivida na aviação brasileira desde setembro do ano passado, quando 154 pessoas morreram em um acidente com um avião da companhia aérea Gol.o do sambaqui por um período de 500 a 800 anos.

_______________________________

Fraternidade

Segurança será tema de 2008

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) definiu que a segurança pública será o tema da Campanha da Fraternidade de 2009. A idéia surgiu de um abaixo assinado com 20 mil assinaturas feito pela Pastoral Carcerária depois dos ataques o PCC em São Paulo, ano passado. Escrito pelo padre Gunther Zgubi, coordenador nacional da Pastoral, o documento traz 37 sugestões para diminuir a violência no País.

_______________________________

Subsídio da energia

Conta vai para o consumidor

O subsídio à compra de energia alternativa por consumidores de médio porte vai custar este ano R$ 240 milhões aos clientes cativos das distribuidoras de eletricidade – aqueles que têm vínculo com uma distribuidora, em sua maioria, residências e pequenas indústrias. A conta é da Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica, que teme que o aumento projetado para o preço nos próximos anos amplie índices de inadimplência.

....................................................

Servidores do Infraero mantêm ameaça de greve

Depois da pausa dos últimos dias, a tensão voltou a rondar os saguões de aeroportos. Ficou para amanhã a decisão final dos funcionários da Infraero sobre a greve marcada para a meia-noite de quarta-feira. Os líderes do movimento não aceitaram discutir antecipadamente o reajuste salarial proposto pelo governo e optaram por uma nova rodada de negociação hoje, às 14h30, na Infraero em Brasília.
Apesar disso, o diretor administrativo da Infraero, Marco Antônio de Oliveira, e dirigentes do Sindicato Nacional dos Aeroportuários mantiveram contatos no fim de semana sobre a contraproposta do governo de reajuste de 5,5%, podendo chegar a 6%, mantidos os atuais benefícios, entre os quais horas extras, adicional noturno com acréscimo de 60% e adicional de férias de 50%, além de seguro de vida. O Ministério do Planejamento insistia em reajuste de 4% e em reduzir as vantagens para os novos empregados.
Embora a nova proposta não tenha sido oficialmente apresentada, será discutida hoje em assembléia dos funcionários do aeroporto Tom Jobim, que receberá reforço da categoria de Guarulhos. O diretor do Sindicato Nacional dos Aeroportuários, Francisco Lemos, disse que a agenda no Rio foi mantida porque não houve tempo hábil para avisar os participantes sobre a nova disposição do governo. O diretor avalia que a categoria no Rio seguirá a de São Paulo e votará a favor da greve. "Vou apresentar a nova proposta no Rio. Mas não vou defendê-la, pois a categoria está com a auto-estima baixa".
Segundo técnicos do Planejamento, o governo ainda não anunciou os 6% porque teme problemas com outros servidores, como os da Eletrobrás. Embora aeroportuários de Manaus e Viracopos também tenham se posicionado a favor da greve, dirigentes sindicais acreditam que, se não houver acordo, somente deverão cruzar os braços trabalhadores de Guarulhos e do Tom Jobim. Nesse caso, a paralisação atingiria 38% do efetivo da Infraero, de 10,6 mil profissionais.

....................................................

R$ 200 milhões

Candidata única, a gaúcha Lúcia Stumpf é a nova presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE). No seu discurso, ontem, ela cobrou R$ 200 milhões para a elaboração de um Plano Nacional de Assistência Estudantil. A UNE completa 70 anos no dia 13 de agosto e encerrou ontem seu 50º congresso, que acabou sendo um desfile de posições radicais entre partidos de esquerda que compõem o seu espectro, como o PCdoB, o PT, o P-SOL, o MR-8 e muitas pequenas tendências trotskistas.

_______________________________

Trânsito

Frota de motos avança no País

Com os números alcançados pela indústria brasileira de motocicleta, segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), o veículo se consolida como meio de transporte popular no país. Nos últimos oito anos, a frota existente na região Norte do país cresceu 590%, na região Nordeste 372%, na região Centro-Oeste 280,3% e na região Sudeste 191%.

_______________________________

Saúde

Reserva reduzida de leitos de UTIs

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), embora já seja considerada defasada, é de que cada hospital deve ter no mínimo 4% dos leitos dedicados a Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Esse percentual não é atendido na maioria dos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com o presidente da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib), José Maria da Costa Orlando.

_______________________________

Mega-sena acumulada

Catarinense ganha os R$ 21,4 milhões

Um apostador de Santa Catarina ganhou sozinho R$ 21, 4 milhões na Mega-Sena. É o suficiente para comprar 1.245 casas populares ou 856 carros populares zero quilômetro.
O sorteio ocorreu no sábado, na cidade de Palmas (Tocantins). O prêmio estava acumulado há sete concursos. As dezenas sorteadas foram 17, 41, 42, 44, 45 e 60. Além do milionário catarinense, outros 81 acertadores da quina vão receber R$ 20, 9 mil e os 6.642 acertadores da quadra ganharão R$ 255.
O próximo sorteio será realizado na quarta-feira, e tem como prêmio estimado pela Caixa Econômica Federal (CEF) R$ 1,3 milhão. O ganhador pode retirar o prêmio em qualquer agência da Caixa Econômica do País.
Até o fechamento desta edição, boatos indicavam que o apostador de Santa Catarina que acertou sozinho os seis números do concurso 882 da Mega-Sena seria de Blumenau.
A reportagem entrou em contato com o assessor de imprensa da instituição financeira, Marcos Kimura, mas ele disse não ter informações a respeito da cidade catarinense onde foi feita a aposta premiada. A assessoria deve divulgar essa informação hoje.
A maior premiação da Mega-Sena em 2007 saiu no concurso realizado em 10 de janeiro. Um apostador de Goiás recebeu R$ 52,8 milhões. Já o maior prêmio da história foi pago para um apostador de Salvador (BA), em outubro de 1999. Ele ganhou R$ 64,9 milhões.

_______________________________

Gente

Parada respiratória mata Ariel Bottaro

O secretário de comunicação da Prefeitura de Florianópolis, Ariel Bottaro Filho, morreu ontem aos 61 anos. O servidor teve uma paradacardiorespiratória no quarto do nono andar do Hotel Mercure, no centro da Capital. Ele residia há cerca de um mês no local.
Familiares desconfiaram do seu estado de saúde após tentativas sem sucesso de contatá-lo durante à tarde. A médica Maria Aparecida, da empresa de emergência Help, esteve no local e emitiu um laudo sobre a causa da morte. Até às 22 horas o corpo não havia sido removido do local e policiais civis permaneciam no hotel em trabalho de perícia.
Ariel Bottaro Filho, 60 anos, atuava como jornalista e tinha formação em Direito. Secretário de Comunicação do prefeito Dário Berger (PSDB), dirigiu as redações do jornal O Estado e SBT/SC. Foi o primeiro gerente de jornalismo da RBS TV, então TV Catarinense, primeira emissora de TV da RBS em Santa Catarina.
Comandou a cobertura da novembrada, em 1979. Foi assessor de informação dos governos de Antônio Carlos Konder Reis (Santa Catarina) e Newton Cardoso (Minas Gerais), além de vice-presidente de comunicação do Figueirense e suplente do Conselho Consultivo do Hospital de Caridade.

_______________________________

Porto de Imbituba

Primeiro passo para recuperar os molhes

Soldados e engenheiros do10º Batalhão de Engenharia e Construção de Lages iniciaram os trabalhos preparatórios para as obras de recuperação dos molhes do porto de Imbituba, no Sul do Estado. O projeto do governo federal está orçado em mais de R$ 70 milhões e vai garantir o reforço da estrutura de rochas que está fragilizada e corre o risco de desmoronar.

Obras
Projeto de recuperação
bancado pelo governo federal está orçado em
R$ 70 milhoes

Com quase um quilômetro de extensão, os molhes do porto formam uma barreira para conter as ondas e criam um corredor para a entrada dos navios.
Nos últimos 20 anos essa estrutura foi se deteriorando pela ação da maré e poderia ser destruída com a ocorrência de uma ressaca de maior intensidade, o que impediria a passagem de embarcações e causaria prejuízos milionários ao porto. Em junho de 2006 o Ministério dos Transportes anunciou o projeto de recuperação dos molhes. Dos R$ 70 milhões previstos pelo menos R$ 9 milhões serão utilizados em 2007. A primeira etapa do projeto vai priorizar os 330 metros iniciais dos molhes, considerados os mais frágeis de toda a estrutura. Para reforçar essa parte, serão lançados ao mar 4,6 tetrápodes (blocos de concreto com quatro pontas e oito toneladas).
A estimativa é de que essa etapa inicial seja concluída em 26 meses. As 40 formas de aço dos tetrápodes estão em fase final de fabricação em uma indústria de Jaraguá do Sul. Cada uma delas pesa duas toneladas e todo material será transportado em caminhões até o canteiro de obras em Imbituba.
Para executar todo o projeto, o BEC vai mobilizar um grupo de 70 soldados. Com as obras de recuperação, a altura dos molhes passariam dos atuais 5,5 metros para 7 metros. Produtos como açúcar, carvão, soda cáustica e contêineres são o carro-chefe do porto, que emprega em torno de 300 funcionários.

_______________________________

Denúncia

Pedaços da história ameaçados

Avanço de loteamento sobre sambaqui em Camboriú será levado ao ministério público

Sicilia Vechi
Camboriú

Um punhado de conchas e pedaços de rocha encaminhados por um estudante de história ao Arquivo Histórico de Itajaí revelou que a expansão de um loteamento avança sobre um sítio arqueológico com idade estimada em 1,5 mil anos, em Camboriú, na região do Litoral Centro-norte catarinense.
Artefatos de pedra, ossos humanos e de animais foram analisados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Florianópolis. Em duas vistorias técnicas no Loteamento Santa Regina 3, perto do centro de Camboriú, o Iphan confirmou que a área de 6,5 mil metros quadrados compreende um sambaqui catalogado no final da década de 70 – o Camboriú 1 – pelo padre João Alfredo Rohr.
A segunda vistoria, feita no local há cerca de um mês, pela arqueóloga Dione da Rocha Oliveira, do Museu de Sambaqui de Joinville, está sendo descrita em um relatório que será entregue esta semana ao Ministério Público Federal (MPF). “O sítio está ameaçado e sem demarcação. As casas do loteamento estão a menos de 200 metros da área do sambaqui”, informa a arqueóloga.
Como áreas de sambaqui são protegidas por lei federal, que proíbe mutilação, destruição e aproveitamento econômico, o MPF será acionado para cobrar do dono do loteamento as medidas para a preservação do sítio.
O historiador e superintendente da Fundação Genésio Miranda Lins, de Itajaí, José Roberto Severino, acompanhou a análise arqueológica no terreno e ajudou a identificar alguns objetos encontrados. “No local existem artefatos líticos (da Idade da Pedra) que seriam usados para raspar e quebrar, além de ossos de animais e humanos, conchas e outros vestígios que ajudam a contar como estes habitantes viviam e do que se alimentavam”, explica.
As camadas de terra às margens de um afluente do rio Camboriú indicam a ocupação do sambaqui por um período de 500 a 800 anos.

....................................................

A depredação da área avançou, alerta historiador

Quase um mês depois da análise arqueológica, em nova visita feita semana passada à área do sambaqui, o superintendente da Fundação Genésio Miranda Lins, de Itajaí, José Roberto Severino, disse que aumentou o desmatamento na área e apareceram demarcações que não existiam na visita anterior. “De acordo com os moradores, o local vem sendo depredado ao longo de muitos anos, embora seja protegido por lei federal.” Mas ainda há uma área bem preservada para ser estudada, diz Severino.
O estudante de história da Universidade Regional de Blumenau (Furb) Jeffiner Mattos foi quem redescobriu o sítio em dezembro do ano passado, quando passava férias em Camboriú. Ele diz que enxergou o terreno, encoberto por vegetação, a partir de um monte de terra que havia sido escavado recentemente no local. “O solo cheio de conchas chamou a minha atenção. Lá encontrei pedras e ossos, que a análise comprovou serem artefatos arqueológicos”, conta.

O que é
Sambaquis são sítios arqueológicos do período pré-histórico formados por uma montanha de stígios, principalmente conchas e outros materiais que revelam a ocupação humana da área. Cada sítio funcionava como uma aldeia, localizada na costa do mar, de lagoas e rios do litoral da América e habitada por tribos selvagens.

....................................................

Proprietário garante preservação

Segundo o dono da área transformada em loteamento, Gilberto Laffite, o sambaqui foi descoberto pela sua empresa no fim do ano passado, nas escavações das últimas ruas do empreendimento. A partir daí, teria contratado um arqueólogo e confirmado que se trata de um sítio arqueológico.
“Com a confirmação, não mexemos mais no local e temos todo o interesse em preservá-lo”, garante. Laffite diz que esta semana fechará contrato com uma empresa especializada, que vai demarcar o local e prestar consultoria na divulgação sobre o sambaqui às escolas e à comunidade. O empresário nega que tenham sido demarcados lotes no local e que haja novos desmatamentos. Ele diz que a área foi doada ao município, mas que o loteamento irá pagar o cercamento e a sinalização.



   Este Portal é melhor visualizado na resolução 800x600
Expediente
 Copyright © A Notícia - Fone 055-0xx47 3431 9000 - Fax 055-0xx47 3431 9100
 Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - Brasil