clicRBS

Buscar
Joinville Quinta-feira, 18 de outubro de 2007 Santa Catarina - Brasil

(48) 3224-2260
sartori@matrix.com.br
Raul Sartori
Raul Sartori

Mudanças na cultura

Conseqüência ou não de um vigoroso manifesto assinado por atores, músicos, artistas plásticos, gestores culturais, produtores e outros profissionais, além de expressivas entidades da área, o governo do Estado decidiu que vai reformular sua lei cultural. A reclamação maior é que o chamado Conselho Gestor do Fundo Cultural (integrado pelo secretário do Turismo, Cultura e Esporte, pela presidente da Fundação Catarinense de Cultura e por um representante do Conselho Estadual de Cultura) acabou substituindo o Conselho Estadual de Cultura, que seria o responsável por definir prioridades, orçamentos e outras questões relativas aos projetos culturais apresentados, mesmo porque tem representatividade democrática junto aos diversos setores.

Álcool e volante
Todas as tentativas – e foram muitas – do Legislativo catarinense, nos últimos anos, em criar uma lei que proibisse o comércio de bebidas alcoólicas às margens das rodovias do Estado foram vetadas pelo Executivo, por diferentes motivos. Agora, o governo federal, apavorado com a estatística oficial de que 327.469 pessoas morreram em acidentes de trânsito no Brasil nos últimos dez anos, anuncia uma medida provisória que além de restringir a propaganda, vai proibir a venda de cerveja, vinho, uísque e cachaça, entre outras bebidas, nas estradas federais, impondo multas e cancelamento de alvará para estabelecimentos transgressores.

Um gesto nobre
Vilson Rosalino, superintendente da Fundação Franklin Cascaes (FFC), foi surpreendido com decisão de Marília Cascaes Silva, irmã de Franklin Cascaes, que dou à instituição a obra “Casa onde Nasci”, um valioso bico-de-pena do irmão, de 1972. Com 87 anos, sem filhos, Marília resolveu seguir o conselho do artista e pesquisador, cujo centenário de nascimento já começou a ser celebrado. Ao presenteá-la, aconselhou-a a doá-lo à uma instituição de cultura quando estivesse “bem velhinha”. Possibilitar o conhecimento público foi um desejo de Marília. A doação aconteceu anteontem no Teatro da Ubro, dia em que, se estivesse vivo, Cascaes completaria 99 anos de idade.

Expediente da noite
É muito discutível a idéia da Secretaria da Segurança Pública e do ministério público de exigir que, em plena temporada de verão, bares, restaurantes e boates fechem às duas horas da madrugada em Florianópolis, uma cidade turística. Equivale a querer que o restaurante feche na hora do almoço. Em muitos desses lugares, naquele horário é que começa a noite para a maioria da clientela. Não para o morador local, mas para o turista. Ele fica na praia até o final do dia, toma seu banho, janta e descansa por algumas horas. Depois vai para a noite, se divertir. É assim em qualquer lugar civilizado.

Gill Konell, divulgação

Zé Kinceler prestigia a colega Lú Pires, que mostra a sua mais recente produção, um conjunto de gravuras coloridas e vibrantes que encantou o público da Fundação Badesc, em Florianópolis

Dia inesquecível
Com efeitos residuais que se estendem até hoje, 38 dos 102 integrantes do projeto Orquestra Escola continuam felizes com a primeira viagem que fizeram a Itá, no Oeste do Estado, sábado, a convite da Secretaria de Cultura local. Na tarde ensolarada, fez o concerto na concha acústica da praça, que lotou com um público entusiasmado. A primeira apresentação fora de Florianópolis contou com a regência do maestro Carlos Alberto Vieira, de Simone Simon, coordenadora do projeto dentro da Fundação Franklin Cascaes, e de Nádia Fernandes, representante da Tractebel. A próxima apresentação do grupo será dia 20 no jardim do Museu Histórico de Santa Catarina, em Florianópolis.

Transporte alternativo
O deputado Pedro Uczai (PT) – que, quando faz tempo bom, sai do Campeche, no Sul da Ilha, onde mora, e vai trabalhar de bicicleta – apresentou, e seus pares aprovaram, projeto que prevê a implantação de um bicicletário nas dependências da Assembléia Legislativa. Deverá ser coberto e conter, no mínimo, 30 vagas, para funcionários e visitantes.

Ídolo de barro
É espantosa a capacidade da TV em criar ídolos de barro como Diego Gásques, o vencedor do programa “Big Brother Brasil 7”. Numa casa noturna de Florianópolis, no último final de semana, o rapaz, que é completamente insosso e faz um esforço danado para conseguir formar uma frase de cinco palavras, foi alvo de um incrível assédio, especialmente feminino.

_______________________________

Antena

Oscar - O vice-prefeito e presidente da Fundação Cultural de Joinville, Rodrigo Bornholdt, vai representar a cidade na entrega do Swiss Tourism Awards 2007. O prêmio, considerado o “Oscar suíço do turismo”, será entregue dia 2 de novembro, em Lugano, na Suíça. Joinville foi contemplada na categoria “Patrimônio a ser Protegido”.

Nado - É um espetáculo, porque é um esporte que tem arte. As piscinas da Unisul, em Palhoça, recebem de hoje a sábado o 1o Campeonato Brasileiro de Nado Sincronizado.

Impasse - A Comissão Permanente de Licitação responsável pela análise técnica dos projetos participantes do concurso Cinemateca Catarinense enfrenta problemas. Apenas uma das cinco propostas de longa-metragem entregou certidão negativa comprovando regularidade nas prestações de contas de recursos recebidos anteriormente do Estado. A comissão preferiu anular tal exigência, permitindo que todos os proponentes voltassem ao concurso. A decisão irritou quem fez a coisa certa. O justo pagou pelo pecador.

Ufeco - Centro de polêmica depois que questionou judicialmente a lei municipal que pode excluir a Capital como uma das sedes da Copa do Mundo de Futebol de 2014, a União Florianopolitana de Entidades Comunitárias (Ufeco) troca diretoria dia 24, em ato no plenarinho da Assembléia Legislativa. A nova presidente será Ângela Maria Liuti, do Conselho Comunitário do bairro João Paulo.

Maçarico - A arte do cristal em Blumenau vai ser mostrada em exposição na Sala do Artista Popular, no Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, no Rio de Janeiro, de hoje até 18 de novembro. São chamados “maçariqueiros” os artesãos que modelam as esculturas, usando o maçarico para derreter os bastões de cristal, matéria-prima do seu ofício.

Isenções - A senadora Ideli Salvatti (PT-SC) é autora, junto com seu colega de partido Flávio Arns (PR), de projeto que regula aspectos referentes aos serviços bancários, com mecanismos que garantam a isenção de tarifas para serviços específicos, como a administração de conta-salário e proventos da Previdência Social.


Volta para o caderno



   Este Portal é melhor visualizado na resolução 800x600
Expediente
 Copyright © A Notícia - Fone 055-0xx47 3431 9000 - Fax 055-0xx47 3431 9100
 Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - Brasil